Qual a Diferença entre Site e Blog

Site ou Blog?

Basta dar uma rápida navegada pela internet para encontrar uma infinidade de sites e blogs. Mas você já parou para pensar se existe uma real diferença entre essas duas páginas, em que elas se distinguem e qual a finalidade de cada uma? Vamos descobrir agora!

As diferenças já começam na origem e estrutura de cada um. Na década de 90, foi criada a World Wide Web, ou seja, uma rede de alcance mundial que é abreviada pela sigla www. A ideia era desenvolver um sistema de documentos e informações em formato de texto, vídeo, som, imagem, hipertexto, que pudessem ser executadas na internet. Para ter acesso a essas informações, o usuário precisa de um programa de computador chamado de navegador.

Site significa local, é um local dentro da internet. Tanto é que para chegar até ele, a pessoa pode digitar um endereço, como www.google.com.br, por exemplo.

Já a ideia de blog surgiu no final da década de 1990 e a ideia principal era que uma pessoa tivesse a possibilidade de escrever qualquer coisa, com qualquer frequência e tivesse a interação do público no campo de comentários. Os blogs tiveram seu auge a partir de 1999 e a maior parte deles surgia como um diário virtual de quem criava. Note que a intenção é ligeiramente diferente do site, que se configurava mais como um local onde se podia ter acesso a informações e documentos.

Na prática, as diferenças entre eles são as seguintes:

Site

• É mais focado em potencializar negócios, divulgando produtos e serviços de uma empresa;

• Baixa frequência de atualização;

• Mais formal e “engessado”;

• Conta com uma Home Page que destaca as principais áreas e informações que fazem parte do site;

• A interação é mais limitada ao preenchimento de formulários de contato. Às vezes aparece um chat, mas ainda é bem incomum;

• Em alguns casos, é preciso entrar em contato com a produtora web responsável para conseguir alterar/editar/atualizar informações;

Desenvolvido por agências digitais, normalmente envolvendo mais de uma pessoa.

Blogs

• Tem função de informar, mais focado em conteúdo;

• A interação é mais eficiente: há o campo de comentário para os leitores escreverem e podem dialogar com a pessoa que está por trás do blog;

• As atualizações podem e devem ser frequentes;

• Na maioria dos blogs, há um tema principal, como por exemplo, blogs de beleza, viagem, cinema e por aí vai;

• A atualização é bem simples;

• Uma pessoa sozinha pode escolher uma plataforma e criar seu blog. O processo é simples e não exige conhecimentos profissionais;

• A navegação é facilitada e não há uma Home Page, os posts se organizam de acordo com a data de publicação e com categorias que o blogueiro pode criar;

• Permite informalidade na linguagem, mantendo um tom de diálogo com o leitor. Aliás, essa é uma grande característica.

No geral, esses são os aspectos que caracterizam sites e blogs e, por consequência, diferenciam um do outro. Não se pode dizer se um é melhor ou pior, porque cada um se presta a funções e objetivos diferentes.

Chris Medeiros

Sou Chris Medeiros Vivendo Um Projeto como Empreendedora Digital

Website: http://www.vivendoumprojeto.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *